Tumulto, Desordem e Vandalismo em Londres, Inglaterra

O que Causou o Vandalismo em Londres?

Na quinta-feira do dia 4 de agosto de 2011 aproximadamente às 18:15 pm, um rapaz negro de 29 anos, chamado Mark Duggan, foi morto por um policial no bairro de Tottenham em Londres, com um tiro no peito a queima-roupa. As circunstâncias deste incidente ainda não são claras, mas alega-se que a vítima era membro de uma quadrilha de drogas em Londres e já era conhecido pela polícia. Mark Duggan estava saindo de um táxi quando foi atacado pela polícia. Investigações recentes provam que ele não atirou na polícia primeiro e o revólver achado na cena não tinha sido usado.

Tottenham é um bairro desfavorecido de Londres onde se encontra uma grande parte da comunidade negra. Depois da morte de Mark Duggan, sua família começou um protesto pacífico nas ruas de Tottenham, com em torno de 120 pessoas em frente à estação da polícia.

Ao redor das 20h do dia 6 de agosto, sábado, horas depois do protesto inicial, iniciou-se uma das maiores manifestações de vandalismo, destruição e caos urbano na cidade de Londres, espalhando-se também entre outras cidades da Inglaterra.


Várias lojas de Londres foram saqueadas e destruídas. Carros, lojas e residências foram incendiadas. Causando terror, medo e indignação entre os moradores dos locais afetados.

Nos últimos quatro dias os bairros de Londres mais afetados pelo motim incluem:  Tottenham, Wood Green, Chingford Mount, Enfield, Islington, Oxford Circus, Ponders End, Walthamstow, Bethnal Green, Bromley, Camden, Clapham, Croydon, Earling, East Ham, Hackney, Lewisham, Peckham, Stratford e Woolwich. Outras cidades afetadas pelo motim incluem Bristol,  Birmingham, Liverpool, Manchester e Nottingham.

Durante o confronto a polícia foi atacada pela multidão com pedras, garrafas e pedaços de madeira. O prejuízo causado pela destruição da cidade de Londres está entre 200 milhões de libras esterlinas (mais de 300 milhões de dólares). Sem falar na perda pessoal de famílias que tiveram suas casas destruídas pelo fogo e lojas saqueadas e arruinadas pelo vandalismo nos últimos quatro dias.

Vários locais de Londres foram atacados de uma vez só. A multidão de vândalos organizaram-se usando a mídia social através de Facebook, Twitter e Blackberry, dificultando assim a ação da polícia e corpo de bombeiro. Mais de 500 pessoas já foram presas durante o protesto de Londres. A maior parte dos protestantes são jovens e adolescentes com nível social desfavorecido. A policia continua em alerta e várias lojas em Londres continuam fechadas. Vários moradores locais saíram para a rua com vassoura na mão para limpar a destruição deixada pelo vandalismo.

A morte de Mark Duggan ainda está sendo investigada pela polícia.

Durante o conflito 3 rapazes (incluindo dois irmãos e um amigo) foram atropelados pelos vândalos na cidade de Birmingham e consequentemente morreram enquanto tentavam proteger a propriedade da família. O governo britânico voltou do recesso de verão para implementar o plano Cobra e resolver a crise civil que tomou conta de Londres e do interior da Inglaterra.

O vandalismo destruiu partes das maiores cidades da Inglaterra e afetou a vida de muita gente, deixando as comunidades locais em choque. Vários cidadãos comuns tiveram suas casas destruídas e vários comerciantes tiveram suas lojas e negócios destruídos e saqueados.  A grande pergunta na mente de todos os ingleses neste momento é como pôde essa violência fútil ter ocorrido? Como pôde este tipo de comportamento negligente ter surgido à tona na sociedade? A questão da desigualdade social está de volta em debate na sociedade britânica e se não for resolvida pode ser desencadeada novamente a grande custo.


  1 comment for “Tumulto, Desordem e Vandalismo em Londres, Inglaterra

  1. alex
    August 15, 2011 at 3:54 pm

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *